Para quem não sabe, a compulsão alimentar é um distúrbio que tenho aprendido a conviver nos meus últimos três anos. No meu caso desencadeou por causa de crises de ansiedade constantes, onde a comida me fornecia o que eu não conseguia mais encontrar sozinha, a tranquilidade, a sensação de bem-estar. Tudo bem que essa tranquilidade não dura muito tempo, pois logo vem a culpa se fazer presente; mas vamos por partes.

O QUE É COMPULSÃO ALIMENTAR?

É um distúrbio alimentar onde o indivíduo come grandes quantidades de comida de uma vez em um espaço curto de tempo, mesmo não havendo a presença de fome ou a necessidade física do alimento. Esses episódios podem ou não ser seguidos por comportamentos compensatórios inapropriados, ou seja, indução de vômitos ou abuso de laxantes por exemplo. Resumindo, a pessoa perde o controle sobre o que e o quanto está comendo.

SINAIS…COMO EU PERCEBI QUE ESTAVA COM O DISTÚRBIO?

Eu demorei para perceber que estava tendo episódios assim, afinal era só um lanchinho para me fazer sentir melhor. E afinal de contas, nunca tive um episódio de vômito ou algo parecido, então estava tudo sobre o controle certo!? ERRADO. Eu comecei a comer não para me sentir saciada, e sim para me sentir feliz. Eu substituí o prazer da felicidade pelo prazer da comida. A comida, principalmente os doces, no meu caso, trazem uma sensação de felicidade instantânea, mais rápido; e quem não quer se sentir assim!? Quanto mais eu me afundava na depressão e ansiedade, mais eu me apoiava na comida como válvula de escape. O problema é que a felicidade trazida pela comida é rápida, mas momentânea. Logo passa e precisa de mais uma “dose” para te fazer bem de novo. Até porque depois de abusar na comida e a sensação de bem-estar passar, o que fica é a culpa, vergonha e tristeza. Em pouco tempo seu corpo começa a sentir os efeitos desses episódios e você começa a perder energia, roupas e a coragem de te olhar no espelho (pode ser apenas coisa minha, mas faz anos que não consigo me olhar no espelho – calma que mais para frente entro no tema em específico). Passei a comer escondida, não queria que ninguém soubesse. E aí um belo dia eu percebi que eu não estava no controle de nada, quem tinha o controle era a comida (ou doces).

SE FAZ TÃO MAL, POR QUE É TÃO DIFÍCIL PARAR?

Simples. Nossa vida se tornou cada vez mais agitada, mais rápida com o passar dos anos. Quase não temos tempo para ficar com os familiares, ou fazer coisas que gostamos. Os trabalhos, os meios de transportes, a pressão da vida cotidiana em muitas das vezes não nos deixa nem parar para respirar, imagina manter uma qualidade de vida onde busquemos os benefícios de longo prazo ao invés dos momentâneos. A felicidade que a comida proporciona está logo ali, é mais rápida, mais prática, mais fácil. Agora tratar a causa disso, o porquê da comida ter se tornado sua pílula antidepressiva é mais difícil, requer muitas horas de terapia, de reeducação alimentar e mental. Requer comprometimento e dedicação. Requer saber que você vai cair e terá que se levantar e recomeçar do zero outra vez.

TEM CURA?

Felizmente a compulsão alimentar tem cura sim. Requer muito esforço e dedicação, mas é possível reverter esse quadro. Fazer exercícios físicos (comecei minha caminhada semanalmente – estou no ritmo da minha fibro), procurar se alimentar em horas regulares e de maneira saudável (estou tentando – juro) e o principal, procurar ajuda de um profissional é de vital importância para sair desse distúrbio. Não deixem de procurar ajuda, a vida é mais bonita quando temos pessoas que podemos contar por perto.

Sobre o autor

Kelly Cardoso é da cidade do Rio de Janeiro formada como Técnica em Química e iniciante em Web Designer. Lidando com a depressão, ansiedade e a fobia social desde a infância, descobriu que possui fibromialgia e intolerância ao glúten desde 2018. Adora aprender coisas novas e testar novas técnicas para melhorar a sua qualidade de vida. Busca aprender a se amar um pouco mais a cada dia e dividir sua experiência com outras pessoas que estejam passando ou conheça quem passe por situações desse tipo. No seu tempo livre gosta de ler, assistir filmes e séries, costurar, e se dedicar ao seu canal de games no youtuber.

Você também pode gostar:

3 comentários

  1. Can I just say what a relief to uncover an individual who genuinely understands what they’re talking about on the web. You definitely realize how to bring a problem to light and make it important. More people really need to look at this and understand this side of the story. It’s surprising you aren’t more popular since you most certainly possess the gift.

Deixe um comentário para Rosaura Gaska Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.